domingo, 21 de junho de 2009

Acrônico

ajajajajajajaj-Autor:hhana


Escolheu a camiseta, calçou tênis, pegou o boné e saiu à rua. Quando quis voltar, não encontrou o caminho de casa. Procurou, em vão durante anos, o lugar onde morava. Jamais conseguia encontrar a rua que o levaria de volta. Já idoso, caminhando devagar, percebeu um trajeto familiar e, aos poucos, a divisou. Lá estava o telhado alto, a janela do quarto, o portãozinho de madeira,... E o garoto que saía bastante apressado vestindo camiseta, tênis e boné.

escrito em 21-06-2009

4 comentários:

José Lopes disse...

Mais uma (bela) narrativa onde o tempo parece mover-se em círculo ou em espiral, uma noção tão familiar a tradições míticas e simbólicas

dudv disse...

Sabe o me lembrou um labirinto da memória.

Angela disse...

José Lopes
obrigada pela visita, pensei que estivesse em férias!

Angela disse...

Dudv
É, pode ser... quando escrevo não costumo intelectualizar ou explicar, às vezes depois a coisa se explica, por si mesma.