segunda-feira, 22 de junho de 2009

Assassinatos possíveis


Deliciava-se observando insetos morrendo. Enquanto a irmã tentava salvar formigas na piscina, ele as afogava com prazer. Um dia, amassou uma barata e foi considerado o Valente da casa. Foi diferente ao afogar o cãozinho da família; precisou esconder e mentir para não ter castigo. Mosquitos, moscas e outros insetos, destruía com máxima aprovação. Não entendia aquela lógica e piorou quando o pai foi promovido por ter eliminado uns caras. Deduziu que matar seres pequenos e voadores, considerados perigosos, tinha aprovação social. Campeão de tiro, junto aos amigos traficantes, abatia com perícia helicópteros da polícia.


escrito em 21-06-2009

2 comentários:

dudv disse...

E o pior que ele usou uma lógica. Terrível, mas faz pesar sobre a prepotência e a impunidade.

Angela disse...

dudv
acho que assim se constroem mentes e valores em nossos dias.