segunda-feira, 28 de novembro de 2011

A ponte

Brassaï- lepont - Paris


Vivia da caridade pública. Morando sob a ponte descobriu o sentido para sua existência. Encolhido e quieto ouvia os monólogos dos suicidas que escolhiam o rio para morrer. Fez-se platéia deste último ato.


escrito em 24-11-2011

2 comentários:

dudv disse...

Conto curioso. Gostei.

Angela disse...

Oi dudu!
Vale ver as fotos do Bassaï no google. São do submundo de Paris no início do seculo XX.
Foi vendo a exposição das fotos que me surgiu esta história.