quinta-feira, 24 de novembro de 2011

limpeza profunda



Os sonhos serviam como lixeira para seus dejetos emocionais. Na medida em que jogava fora papéis e guardados inúteis, sonhava com pequenas dores esquecidas desde a infância. Assim aliviava a carga da alma para a grande viagem.

escrito em 23-11-2011

5 comentários:

dudv disse...

Lindo...

Angela disse...

um beijo dudu!

douglas D. disse...

não há viagem
sem dor.

douglas D. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Angela disse...

Será que há dor sem viagem?
Feliz em te saber de visita.
Obrigada.