domingo, 1 de novembro de 2009

O Investigador



Com dois anos, seu brinquedo preferido era montar quebra cabeças. Percebia rapidamente encaixes, cores e espaços vazios. A família se surpreendia com sua capacidade de ver detalhes. Com o mesmo olhar escrutinava o comportamento dos pais e desvendava suas almas. À medida que crescia, a perspicácia do que dizia sobre as pessoas da casa desconcertava a todos. Embora as chaves da casa vivessem desaparecidas, pessoa alguma descobriu que ele observava a intimidade alheia pelos vãos das portas e olhos das fechaduras. De resto, só fazia juntar as peças.


escrito em 30-10-2009
para o Luca, um dia.

2 comentários:

dudv disse...

Interessante, já pensou ter um personagem de verdade na nossa cola?

Angela disse...

Dudv
Esse personagem ai eu tenho, me inspirei no meu neto de quatro anos e se ele já é assim agora, imagina mais tarde!