segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Intervalo

sem título - autor - Izi34


Bastava pegar no sono e lá estava ela naquele mesmo lugar onde só se ouvia o grito das gaivotas e o leve respirar das águas. Passava parte da noite - ou seria toda? - balançando sempre igual, no mesmo ritmo, enquanto cantava muito baixinho para que nada fosse diferente, para não perturbar coisa alguma nem mesmo sabia o que. Embora ficasse cansada sabia que estava viva e que, ao acordar, tudo acabava e só restava o lodo fundo e sem cor onde seu corpo se afogara.


escrito em 12-11-2009

2 comentários:

dudv disse...

Triste e belo.

Angela disse...

Dudv
É! a imagem é linda e eu estava triste quando escrevi.