sábado, 25 de abril de 2009

Antidepressivo

Smutek do końca świata - foto Robert Ziehm


Fazia frio. Tinha pouco agasalho, pouco alimento, pouco dinheiro e estava morando em um apartamento feio e vazio, emprestado por amigos. No seu aniversário, estava só. Saiu, comprou balões e amarrou-os juntos. Agarrada a eles, tinha alguma coisa a elevar seus pensamentos trazendo esperança. Quem sabe o sol sairia amanhã?



escrito em 22-04-2009

2 comentários:

dudv disse...

Me identifiquei com este conto. Apesar de triste, é lindo!!!

Angela disse...

dudv Então, que suas bolinhas de gás permaneçam cheias e te tragam sempre muita esperança e alegrias! Conta comigo para cantar parabéns pra vc, sempre!