terça-feira, 11 de novembro de 2008

Morte a Som e Luz

imagem recebida por e-mail


Era velha e só tinha os dois sobrinhos, seus herdeiros.
Sons estranhos dentro de casa. Passos, chiados, palavras sussurradas que ela não compreendia. A luz havia sido cortada e a mulher não conseguia dormir ouvindo aqueles sons que a deixavam apavorada. Insetos subiam por seus pés e sombras voavam no negror dentro da casa. Foram muitos os dias trancada no escuro até acenderam, de rompante, holofotes com luzes fortíssimas. O medo terrível fez com que, ao se acreditar morta, morresse.

escrito em 09-11-2008

8 comentários:

dudv disse...

Intrigante... Gostei!

Stefano Valente disse...

Angela! Que atmosfera! Que relâmpago final!

Angela disse...

Dudv
Acho que se pode morrer de susto, não?


Caro Stefano
É mesmo amigo, foi como um relâmpago!
Obrigada!

ma disse...

Fantástico!!! Adorei!!!!

Beijinhos Angela

PS- Hoje escrevi ao nosso amigo e amanhã escreverei para si.

siempreconhistorias disse...

Me gustó mucho, Ángela (perdona que no hablo ni escribo tu lengua) recreas muy bien la atmósfera.
Un saludo
Izaskun

Angela disse...

Querida MA
Obrigada!
Aguardo seu e-mail e espero que ele te responda. Estou quase ligando pois anda sumido!

Angela disse...

siempreconhistorias
Gracias! Não tem importância!
Soy como tú, leio o espanhol mas pouco escrevo e não falo também!
um abraço!

Angela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.