segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Um doce vôo

pássaros do sul - olhares.com



Sempre quis ser pássaro, gostava da leveza deles.
Estava com um alto grau de glicose na circulação e então, já perto do fim, pedia ao enfermeiro que colhesse um pouco de seu sangue e misturasse com a água do pote onde os passarinhos vinham beber. Esperava em frente à janela. A cada um que bebia, era como se vivesse neles, leve e solta em cada vôo.

escrito em 06-08-08 23h40’

2 comentários:

eduardo disse...

Sem palavras...

Belo.

Angela disse...

Oi Eduardo!
Fico contente que vc. goste!
É um pouco como o vôo de um passarinho.