quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Compaixão



A miséria grassava na cidade. Por todo lado pessoas vasculhavam lixeiras públicas, catando restos de comida. Ela passou a colocar merendas, bem lacradas, nos recipientes por onde passava. Às vezes percebia quando alguém as encontrava e a surpresa feliz fazia valer seu esforço. Um dia, entretanto, ao colocar a mão em uma lixeira foi mortalmente picada por um animal peçonhento. Alguém tinha pensado solução diversa para a pobreza!




escrito em 13-01-2008

5 comentários:

125_azul disse...

E não foi a primeira vez que as boas intenções esbarraram na crueldade...

dudv disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dudv disse...

Nossa, este microconto mostrou a crueldade humana.

JG disse...

Tristemente real.
A crueldade dos homens é uma regra constante na história da humanidade.

Angela disse...

Amigos, todos!
Acabo de perder todos as respostas que escrevi, uma à uma para cada um dos tres. Desculpem mas não havia copiado como costumo fazer já sabendo como funciona este blogger!
Sendo assim, agradeço a todos e como todos sabem, a crueldade é parte de todos nós e vive em nossas sombras. Acho que, como diria o Dr.Jung, só administrando nossos demônios é que podemos clarear a sombra do mundo!