sexta-feira, 18 de março de 2016

ADORNO INÚTIL


 
Entre lágrimas, ela cobria o delicado corpo da filha, enfeitando com flores o sexo profanado que já desprendia o odor da morte.
 
16-03-2016

 

2 comentários:

Eduardo Oliveira disse...

Forte e triste.

Angela disse...

Obrigada Dudv! È uma foto estranha... não acha?