quarta-feira, 15 de abril de 2015

seria morte?




  A pequena folha caiu e escorregou pelo ralo. No início teve muito medo, acostumada ao brilho do sol, o escuro torvelinho parecia a morte. Depois de algum tempo aceitou o inevitável, relaxou e deixou-se levar pelas águas. Algum tempo depois começou a ver um facho de luz, até que foi lançada em meio a verdes e flores, uma nova vida em um mundo ainda desconhecido para ela.


em 11-04-2015

2 comentários:

Eduardo Oliveira disse...

Gostei desse, o fim pode ser outra possibilidade.

Angela disse...

Sim Dudu!
Se todas as coisas, os seres, tudo que morre termina por passar por um período inerte e escuro para depois renascer...