sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Ali, ali!

Por mais que mostrasse, em casa, pessoa alguma os via ou escutava. Precisava voltar para o sanatório. Lá, todos eles ficariam tranquilos, em seus devidos lugares.


21-10-2014

2 comentários:

Eduardo Oliveira disse...

Pois é... Talvez fosse o único que visse a realidade.

Angela disse...

a ínfima divisão entre loucura e imaginação criadora.
obrigada por estar sempre aí!