terça-feira, 27 de dezembro de 2011

NA BOCA DO POVO





Passando pela rua, em pouco tempo ouviu tantas palavras grosseiras que resolveu aproveitar a moda e ganhar com ela. Montou uma sex-shop e enriqueceu com os 'caralhos e porras' que antes, gratuitos, a agrediam.



escrito em 20-12-2011

2 comentários:

dudv disse...

Gostei deste conto.

Angela disse...

Obrigada Dudv! infelizmente o palavreado da moçada anda horrível!