sábado, 19 de novembro de 2011

Uma escada para o sempre

Starway - foto de Carlos Duarte- Pt

Entrou na casa deserta. ante começou a subir a escada que parecia limpa e sem uso, reforçando a certeza da ausência de pessoas. Assim vivia, um tempo em cada lugar vazio, sem despesas, sem família, sem incômodos. Odiava gente.

Foi subindo e sempre havia mais e mais degraus por subir, cansava e necessitava de repouso,uma cama e cobertas quentes... Amanheceu e permaneceu subindo até que o sol se pôs e a escuridão o absorveu. Era Lua nova. Entregou-se à noite e dormiu em lugar algum, para sempre.


escrito em 18-11-2011

4 comentários:

dudv disse...

Lindo!!

Angela disse...

Obrigada Dudv!

~pi disse...

como quem se tece morrendo.
bela imagem traça________da.



abraÇo, ângela




~

Angela disse...

Oi~Pi!
que bom receber sua visita!
Obrigada,
Um abraço meu.