quinta-feira, 17 de novembro de 2011

As coisas perdidas estavam por aí a procurar seus donos. 4

tela de Paulo Brabo

O guarda chuva

Detestava andar molhado, vivia triste, espirrando. Perdeu-se sob um banco e divertiu-se ao ver o velho dono sair tão molhado e frio quanto ele. Assim que a chuva passou e um raio de sol tingiu o dia de amarelo, deixou-se descobrir pela senhorinha de pele tão alva que necessitava, urgente, uma sombrinha!

2 comentários:

dudv disse...

Maravilhoso.

Angela disse...

tenta ver sob o ponto de vista possível dos objetos... é divertido!