terça-feira, 27 de setembro de 2011

Pelo avesso



Introvertido, cuidava de seu mundo interior bem melhor do que da aparência. Um dia, no vaso sanitário, percebeu o movimento estranho de seu corpo se projetando para fora até ficar do avesso. Coisa estranha de ver, deu medo sentir-se assim exposto, desprotegido. Trancou-se em casa mas, ao se acostumar, continuou a cuidar, novamente, do interno. Assim foi até o dia em que acordou revirado, tão belo e conservado que estranhou sua imagem ao espelho. O Bom durou pouco. Os órgãos descuidados entraram em colapso.

escrito em 20-09-2011

2 comentários:

dudv disse...

Interessante.

Angela disse...

Você não achou um pouco confuso?
Eu penso que seria bom contar a história de outra forma.