segunda-feira, 18 de julho de 2011

O velório



O leitão fazia parte da família, crescera a brincar com os meninos.

No natal, ao ser servido assado, maçã à boca, faltou luz. Castiçais acesos, ninguém comeu. Cabisbaixos, em lágrimas, velaram o companheiro.


reescrito em 11-07-2011

2 comentários:

dudv disse...

Pois é... muitas vezes a vida é muito injusta.

Angela disse...

Dudu, não entendi onde viu injustiça.
É cultural e biológico que nos alimentemos de outras espécies.
Este caso aconteceu com meu pai quando era menino e não se matava animais para ganhar dinheiro como se faz hoje. A história é longa e eu simplifiquei para poder contá-la aqui.