quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Remontagem

assembler_by_Kosmur


Um pensamento insistente, contínuo, bastante incômodo havia tomado conta de minha mente. Como conflitava com tudo que havia em mim, comecei por livrar-me dos valores arcaicos de meus pais. Em seguida fui destruindo conceitos e idéias da infância, lições de colégio, memórias de parentes, colegas e amigos mais chegados. O compulsivo juízo foi eliminado quando, esvaziado de toda referência, ficou livre para ser aceito. Então não me reconheci e, sem identidade, não mais encontrei razão para todo este desmonte.


escrito em 04- 01-2011

2 comentários:

dudv disse...

muito bom. Nossa identidade está nos outros tb

Angela disse...

Na medida em que estes outros não são mais outros, mas tornaram-se nós. Daí os NÔS :D
bj.