terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Cascas

128 Pascal Renoux


Conchas sobre a areia sempre me trazem mensagens, eu sei. Guardo-as todas, mas ainda não decifrei uma coisa que me dizem. Entretanto, estou certo de que preciso me afogar bem fundo para aprender a linguagem dos abismos. Elas continuam a me chamar e prossigo pelas praias como amante temeroso. Encantado e seduzido, tendo apenas a posse de seus corpos.


escrito em 15-01-2011

2 comentários:

dudv disse...

Bonito. As pessoas sempre têm muito medo de se entregarem realmente, principalmente nas prondidades do outro.

Angela disse...

Dudu anda com fome de letrinhas...
Tem razão, há que desistir do controle e de si mesmo para "mergulhar" fundo.