quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Utilidades


Recebeu a visita de um pombo-correio. Viu que a perna dele estava amarrada e teve . Desatou o laço e cortou o número para libertar o pássaro, seguindo, feliz, seu vôo alto. Aproveitou o papel fino e enrolou um fumo. não leu o bilhete recebido. De fato, como diziam, ele não era deste mundo, vivia desligado de tudo que não fossem sonhos.


escrito em 28-10-2010

6 comentários:

dudv disse...

Adorei. Me identifiquei.

Angela disse...

com o pombinho? :D
um beijo, dudu!

Anônimo disse...

E agora?

Angela disse...

agora? já passou!

Anônimo disse...

Pra quêm?

Angela disse...

Quem com acento? pra pessoa alguma.