quinta-feira, 5 de agosto de 2010

A Web e o Dia dos Pais


Aos quase noventa, há muito não via o pai. Era agosto e as propagandas enchiam sua caixa de mensagens: - Seu pai merece o melhor! Concordava, mas não atinava como presenteá-lo com aquelas ofertas: Roupas, livros, receitas do site especializado ou jantar iguarias da Chef no Casarão! Escolheu o mais eficaz: lauto jantar em casa, regado a bebidas de qualidade, seguido de comprimidos que o levariam rápido ao esperado encontro. Ligou a super TV que não pagaria e não esqueceu roupas novas em oferta, tampouco de chamar a polícia antes de abrir o gás.

escrito em 02-08-2010

2 comentários:

dudv disse...

Trágico. Assisti um filme.

Angela disse...

Trágico? Achei tão romântico o homem querer encontrar-se com o pai neste dia!