sexta-feira, 11 de junho de 2010

Um ser especial


Quando o amigo morreu, seguindo sua vontade, mandou cremá-lo e espalhou as cinzas no maior parque da cidade. Espantou-se com o aspecto cintilante que cobriu o jardim iluminado pelo sol da tarde. Sabia que ele havia sido brilhante mas não podia imaginar que seu corpo denunciasse tão claramente o fato.


escrito em 09-06-2010

2 comentários:

dudv disse...

Tem pessoas muito especiais que fazem a nossa vida valer a pena

Angela disse...

Concordo Dudu!
Obrigada por estar sempre aqui.