segunda-feira, 3 de maio de 2010

Lembranças renovadas



Mnemósine andava fraca e doente. Sem ânimo para cuidar de seu acervo, por desleixo o deixou mofar e quase se desfazer. Temendo ser entregue às moiras, pediu ajuda. Recebeu pronto atendimento de Ariadne e Penélope. Enquanto a primeira, provida por Aracne, trouxe fios novos; a segunda, experiente tecelã, ajudou a dar nós nas lembranças destroçadas, recuperando antigas histórias com belos e novos detalhes.


escrito em 24-04-2010 , para Stefano Valente.

2 comentários:

dudv disse...

Achei maravilhoso este conto!

Angela disse...

Obrigada Dudu!
Stefano aprecia Mnemósine e, está sempre traduzindo para o italiano um conto meu sobre o tema e o publica em seu site.
Então escrevi este para ele.