sábado, 27 de março de 2010

Quem nunca comeu...


Independente e agitado, trabalhava tanto que o apelidaram de Formiga. Apaixonou-se e largou sua turma para viver com uma Abelha. Ao voar pela primeira vez, conheceu a colméia, caiu no mel e acabou na teia da aranha. Preso e diante da morte lembrou-se da história de Icaro e arrependeu-se de achar que os mitos eram tolas invenções sem sentido.

escrito em 22-03-2010

2 comentários:

dudv disse...

Amei este conto. Você fez várias referências de uma maneira bastante concisa com muita habilidade. Parabéns, isto é arte.

Angela disse...

Dudv, que coisa boa ver que alguém percebeu o que disse nas entrelinhas, essas referências que não ficam claras para a maioria.
Obrigada, sim?