segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

o chantagista

Jan Saudek - Ida as the Playcard, 1984

Se dizia um jogador inveterado e espalhava aos quatro ventos que preferia as cartas. O que não desconfiavam é que jogava com a vida das pessoas. Escrevia e enviava cartas anônimas onde reis, damas e valetes ilustravam as mais hediondas histórias de crime e traição.

escrito em 08-02-2010

2 comentários:

dudv disse...

Adorei!

Angela disse...

Ainda bem que não somos vítimas, não é?
Obrigada Dudu!