sábado, 6 de fevereiro de 2010

Assombrações

ghost - imagem da web


Era um fantasma jovem e, como tal, rebelde. Deixou a casa onde a família assombrava e se aventurou em um prédio novo, recém construído em espaço virgem, sem história. Não foi reconhecido. Pessoa alguma lhe deu importância, estavam assombrados apenas com as quedas da bolsa de valores e com os vírus que atacavam suas máquinas.


escrito em 05-02-2010

2 comentários:

dudv disse...

As assombrações reais estão tirando o emprego de assombrar dos fantasmas antigos. Gostei muito deste texto. É muito inteligente. A ironia é um estilo difícil de usar e neste texto está muito bem aplicado.

Angela disse...

engraçado dudv! vc encontrou ironia neste conto e eu não a percebo aqui, embora ela seja uma característica do meu pensamento e permeia muitos de meus contos!