sábado, 27 de fevereiro de 2010

às avessas

metamorphosis_after_kafka_2002 - quadro de Paula Rego.


Já era tarde quando viu a barata entrando na estante de livros. Só queria afugentá-la, mas o móvel era pesado e o sono imenso. Ao ver o inseto passeando entre os volumes, deixou a tarefa para o outro dia e foi deitar. No meio da noite acordou com chiados. À escuta, tentou em vão entender o que parecia ser uma conversação que saía do livro A Metamorfose. Quase de manhã, na outra cama que havia em seu quarto, percebeu um homenzinho encolhido que dormia. Podia apostar que era Gregor Samsa.


escrito em 27-02-2010

6 comentários:

dudv disse...

maravilhoso!! Vi uma excelente fonte para um roteiro de um filme.

Angela disse...

Este eu curti muito ao escrever! Devo alguns destes às baratas que, com o calor que tem feito, chegam voando da rua pela janela de nosso apto que é baixo.
Mas este, pra ser filme, teria antes que ser uma continuação da história de Franz Kafka!

José Eduardo Lopes disse...

Bela história, Angela, a arte e a realidade se fundem. O quadro é da Paula Rego, e sempre me fez lembrar os de Francis Bacon.
Bj

Angela disse...

Obrigada José! Olha que procurei muito o nome do autor do quadro. Agora posso fazer justiça à Paula Rego, de quem não conheço as obras, mas vou procurar. Fico encantada com seus conhecimentos e com a cultura de alguns de seus conterrâneos.
um bj

Fátima disse...

Ai que medo de barataaaaaaaaaaaaaa
Rs Rs
Feliz 2011
Com carinho
Fátima

Angela disse...

Bem vinda Fátima!

Obrigada e pode voltar. Já foi feita a limpeza, não há mais baratas!