terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Dimensões

blog.uncovering.org_foto de Luz Maria Vales

Desanimava acordar. Um breve rol das obrigações do dia era suficiente para desejar voltar ao sono. Numa dessas manhãs, a mente parecia desativada, apalpou o corpo e sentiu-o diferente. Em lugar do lençol, um diáfano véu a cobria e não reconhecia o lugar. Com medo, voltou a deitar-se tentando entender aquele sonho. Mergulhada em estranhamento, percebeu-se no corpo de uma mulher gravemente doente, já quase sem vida. Em angústia, desejou suas tarefas de rotina. Quando o despertador a trouxe de volta, compreendeu que ressuscitava.


escrito em 02-12-2009

3 comentários:

dudv disse...

Sublime. Sem comentários.

Angela disse...

Não entendo estes comentários sem comentários! :D

dudv disse...

Quer dizer, que não tem palavras. Que é muito bom.