sexta-feira, 20 de novembro de 2009

O trem

jesien - autor nołnejm


Identificava-se com livros. Amava ler e escrever tanto quanto gostava de conhecer lugares. Sempre que viajava dividia seu tempo entre as histórias e a paisagem. Doente e cansado tomou o trem de sempre, mas desta vez seu caminho não teria rumo nem parada. Iria até o fim, para o sempre. A vida, ele foi largando sobre os trilhos e o outono o amarelou e cobriu até sumir-se na fumaça. Sem apito, sem bagagem, sem volta.

escrito em 17-11-2009

4 comentários:

dudv disse...

Triste e sublime.

cs disse...

a serenidade de um acabar!

Excelente a sua escrita.
Este seu espaço, tornou-se uma passagem diária.
Obrigada

:))

Angela disse...

dudv
Grata dudu, não sei se triste, melancólico talvez!

Angela disse...

cs
Como dizem, quem escreve deseja ser lido. É verdade, mas também escrevemos porque precisamos nos ler!
É muito surpreendente para mim, saber que pessoas lêem o que escrevo e nem sei! Quando alguém se identifica, assim como você fez, é gratificante. Então
eu é que agradeço estas visitas e espero estar à altura delas. Você é uma mulher pensante, e das boas! eu achei.