quinta-feira, 17 de setembro de 2009

O bordado

interferência sobre o quadro de J.Waterhouse-psyche-box


Viviam juntos há anos. Apaixonada, ela dizia que ele dava cor à vida e ornava com felicidade sua existência. Comprou linhas coloridas e começou a bordar um lençol representativo de sua união. Todo dia, passava horas no ritual, imaginando o dia em que iriam usá-lo e conceber seu filho. Quando ele começou a se afastar, seu bordado foi ficando descorado e triste. Uma noite, ele não voltou. Chovia muito quando entrou bêbado, molhando toda a sala. Atônita, levantou a tempo de assisti-lo jogando o bordado ao solo e, com os pés sobre o pano, esfregar o chão enlameado.


Escrito em 16-09-2009

8 comentários:

dudv disse...

Forte e sublime.

Angela disse...

dudv
Tenho lido seus contos, mas a falta de tempo me impede de comentá-los;
já volto ao normal depois deste final de semana, me aguarde,
um beijo.

Cris disse...

Tocou-me bem cá dentro, este teu conto, Angela.
Quanto tempo para que um "bordado" volte a sê-lo, de novo?
"O tempo tudo cura", dizem... mas, demora uma eternidade, e, no entretanto, continua tão amarrotado, tão desbotado, o "bordado".

Beijo imenso

Angela disse...

Cris
Me parece que o tempo fica imenso para aquele que, numa relação, é deixado antes que seu tempo houvesse chegado.
Há um descompasso entre os dois tons, as duas falas, e tudo o mais.E a tristeza parece alongar o tempo da relação, só que solitária, por isto não passa...ela teima em continuar, tristemente, para um só bailarino que dança no salão vazio, uma melodia muda.
Há que cerrar as portas e apagar a luz.
Um beijo, também grande e carinhoso.

Cris disse...

Quem dera que as dobradiças das portas não tivessem ficado tão "calcinadas" pela chuva, Angela.
Um fim de semana sereno.

Angela disse...

Cris
Entendo bem o que se passa, mas sugiro que lubrifique as dobradiças ou deixe a porta aberta e receba bem quem deseja entrar.
Ficar dando voltas é querer sofrer, o que também é um direito seu!
um beijo.

Cris disse...

As dobradiças já estão a ser oleadas e enquanto não ficam a "funcionar" em pleno, abrem-se todas as janelas :)

Um beijo amigo, Angela.

Angela disse...

Cris
Então, que entrem, por elas, tudo de bom e melhor, incluindo um bom artesão que repare esta porta ou ponha uma nova, forte e bela.
beijo.