terça-feira, 4 de agosto de 2009

limpeza da cidade

imagem encontrada pelo google


Há dias a chuva caía, fina e constante. Nas garagens úmidas, automóveis frios e estáticos, eram como dinossauros adormecidos. Final de semana e ninguém viajou, nem mesmo saíram de casa. Notícias mantinham a população presa nos prédios de apartamentos. No alto das torres, acreditando-se protegidas, as pessoas não imaginavam que raios resplandecentes romperiam seus vidros e paredes e os remessariam pelo espaço. Com os estertores da terra aberta em pranto, cimento, pedra e ferro se amontoaram aos corpos desvalidos que as águas levaram de roldão para os esgotos.


escrito em 01-08-2009

2 comentários:

dudv disse...

Terrível. Excelente.

Angela disse...

dudv
Acho que só catástrofes naturais podem moralizar esta cidade, acabando com quase tudo!