terça-feira, 11 de agosto de 2009

esconderijos

imagem encontrada na Web - sem autor



Na infância, se escondia dentro do baú para fugir ao assédio do tio. Entretanto, durante a noite, corria para a cama dele. A pretexto de sentir medo, ali ficava e usufruía seus agrados. Assim foi até ficar adolescente quando, além de não mais caber no baú, ao se olhar no espelho não cabia, também, na imagem que fazia de si mesma. Depois da morte da mãe, além do tio, buscava a proteção noturna do irmão e do solitário papai!


escrito em 10-08-2009

4 comentários:

dudv disse...

Terrível! Belo conto.

LUX disse...

nossa...!!!

procurando sobre dioniso.. achei seu blog... fiquei pasmo... adorei muito emuito... ams nãoa chei muito sobre vc..rs.. gostaria de saber quem é q escreve estes microargumentos tão.. tão.. tão...perturbadores exictantes e dionisiacos.....uhahua
lux sempre!

lux!

Angela disse...

dudv
Não havia recebido este seu comentário, estranho... quem sabe dentro do baú...:D!

Angela disse...

LUX
Agradeçemos. Apolo, Cassandra e eu! :D
Lendo através dos contos, poderá descobrir bem mais do que se eu me desnudasse a alma... ou a vida!