quarta-feira, 29 de julho de 2009

Século XXI

Magrin Alberto - tra_il_maschio_e_la_femmina


Aos poucos, os humanos separaram suas vidas e interesses. Multiplicavam-se os espaços públicos exclusivos para mulheres e outros só para homens. Apartados, os grupos se auto-satisfaziam em suas necessidades físicas e emocionais.O vácuo entre machos e fêmeas aumentava e estas iniciaram uma nova forma de matriarcado: Seus filhos machos eram liberados e encaminhados ao mundo masculino assim que deixavam seus espermas selecionados e congelados para futura renovação do clã. Não haveria conflitos, não fosse a necessidade masculina de raptar e aprisionar algumas fêmeas para que gestassem óvulos fecundados em laboratório.

escrito em 28-07-2009

3 comentários:

dudv disse...

Fiquei com medo.

Angela disse...

dudv

Medo de que? A história se repete com variáveis em espiral.
Não é para temer e acho que já dá para perceber que o processo já se instalou! Fica atento!

dudv disse...

Mas, é disso que tenho medo. Seu conto é muito real!!!