domingo, 1 de março de 2009

Uma pobre mulher

merry IV - autor Wojtek.jpg



Casada, dormia todo o dia e só à noite saía do quarto pronta para as melhores festas, restaurantes e espetáculos da cidade. O marido, embora exausto, satisfazia todas as suas vontades. Quando passou por um revés financeiro, ela pediu divórcio. Alegando que nunca pôde estudar ou trabalhar, exigiu bens e uma alta pensão que alimenta seus antigos hábitos. O homem, culpado pelo fracasso, definha a olhos vistos atormentado por cobranças e ameaças judiciais. Embora considerada uma pobre mulher, vítima da tirania masculina, conserva-se jovem e bela. Fato desconhecido é que ela mantém esta prática há quase dois séculos.


Escrito em 29-02-2009

2 comentários:

dudv disse...

Uma vampira!!

Angela disse...

Dudv
Sim! e estamos cercados de esposas,(os) chefes, colegas, filhos, irmãos, pais e toda sorte de gente que suga a vitalidade, a energia,a grana, a iniciativa etc,etc... dos outros se achando com todo o direito!
Não precisa estar dentro do caixão e nem ter dentes afiados e outros padrões ficcionais!