sexta-feira, 14 de março de 2008

Luminares

desconheço o autor


E eis que o Sol, entediado com sua brilhante masculinidade e calorosa extroversão, se escondeu no mar.
Vestiu bela roupa prateada e brindou o universo com a Lua!

6 comentários:

Bruno Mocelin disse...

Legal. Um brinde ao dia da poesia.
Abraço

eduardo disse...

Eu achei genial.

Angela disse...

Bruno mocelin
Caramba! dia da poesia! Será que ela sabe disto?
Obrigada por me lembrar.
E, vamos brindar Castro Alves?

Eduardo
Obrigada. É antigo este texto.

Anônimo disse...

Este conto é poesia!!
A imagem é fantástica com aquele fecho.

Angela eu moro num lugar calmo chamado Bemposta, com ribeiras , eucaliptos e sobreiros ( uma aldeia na fronteira entre o Ribatejo e o Alentejo). A cidade mais próxima é Abrantes a 14Km. É uma cidade muito antiga, foi ocupada durante muitos séculos pelos mouros e conquistada por Afonso Henriques no século XII.

Beijos, MA

Angela disse...

MA
Já estás me fazendo cometer um pecado ( dos antigos!) o da inveja! Tudo que queria era terminar meus dias em um lugar assim! Que sejas muito feliz neste sítio!
Obrigada por sua atenção!

Angela disse...

MA
Fui buscar Bemposta e Abrantes e descobri que ficam em Traz os Montes! Minha família materna vem de Macedo de Cavaleiros que fica mais ao norte deste teu lugar!
Gostei imenso de saber dos costumes antigos que guarda, desde os rituais da agricultura, gostei muito do chocalheiro!