quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Inveja

desconheço o autor da foto


Lucília nunca entendeu porque suas bonecas apareciam quebradas, os olhos sempre afundados nas órbitas. Já moça, precisou revirar guardados em busca de papéis. Embrulhada no fundo do baú, escondida e lacrada, encontrou uma foto de infância que desconhecia. O olhar de sua irmã para o primeiro beijo que recebera de Raul esclareceu tudo, inclusive a intriga que desfizera seu noivado.


escrito em 05-02-2008 17h59' HV

7 comentários:

wilson gorj disse...

Este miniconto foi sob encomenda. Casou perfeito com a foto. Formidável!

Ah. Obrigado pelos elogios. Quiçá eu os mereça... rs.

E, sim: da próxima vez vou adotar seu conselho de postar os micros direto no blog, além de linká-los ao Recanto.

Enorme abraço.

dudv disse...

Seu conto mostra que não precisa de grandes tragédias para abordar um tema tão pesado como a inveja, gostei.

MA disse...

Muito subtil este conto e a imagem é deliciosa.

Já tinha saudades de frequentar seu blog e ler seus contos, e a Angela tem publicado tantos.
Interessante mesmo saber que estuda astrologia. Eu gosto de tudo o que é esótérico e leio bastante sobre o assunto, mas como bom peixe ainda não tive coragem de me dedicar a fundo e começar a estudar astrologia, tarot, runas...

Enfim quase tudo.
:)

Angela disse...

Obrigada Wilson!
É claro que merece os elogios! Não elogio à toa!

Dudv
A inveja é a tragédia, precisa mais?

Angela disse...

ma
Ainda bem que apareceste!
Deixei com J.G. este texto abaixo. Foi um Sonho que sonhei em 6/05/1996
Assim mesmo, e anotei:

Estando todos reunidos,

Áries, impetuosamente, disse: Vou fazer meu mapa astral!

Touro perguntou: Quanto custa?

E, então, Gêmeos, curioso, pediu: depois você me conta?

Câncer, impressionado, falou: tenho medo destas coisas...

E Leão, vaidoso, se posicionou: o meu foi MARAVILHOSO!!!

Virgem retrucou: não acredito nisto.

Enquanto Libra pediu: Quando eu for fazer o meu alguém vai comigo?

Escorpião olhou, desconfiado, e calou.

Sagitário, alegremente, planejou: Um dia ainda vou fazer o meu!

Capricórnio, sério, ponderou: Será certo fazer essas coisas?

Ao que Aquário respondeu: Todo mundo está fazendo, vamos nós fazer também!

E então Peixes acordando, perguntou: De que é que vocês estão falando?


E então? viu só seu peixinho?
Sabe ma, não considero astrologia como coisa esotérica, ao menos não no sentido que aqui se dá a estes saberes.
Eu estudo e pratico astrologia ha mais de vinte anos e acho que é uma constante lição de vida e sabedoria.
Talvez o problema, no seu caso, seja querer se dedicar e estudar TUDO! ou quase Tudo!
Um beijo e obrigada pelas visitas!

MA disse...

Obrigado eu Angela, por poder apreciar os seus contos e comentar.

É um prazer frequentar o Microargumentos.
Bem Haja, Angela.

Angela disse...

MA,
Que bom,que tenhas prazer com minhas histórias!
E o peixinho sonolento, identificou-se?