quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Carnaval

foto produzida pela Publicis para www.accaoanimal.com


O carnaval o deixava deprimido. Nas ruas, as pessoas mascaradas tinham o olhar triste, pareciam cantar e beber para esquecer alguma coisa. Arrastavam-se como prisioneiros. A alegria, parecia ausente da festa. Quando avistou um grupo fantasiado de animais, entendeu: Assim como no circo, o Homem era um ser enjaulado que havia perdido sua natureza espontânea.


Escrito em 05-02-2008 19h45' hv.

5 comentários:

dudv disse...

"Assim como no circo, o Homem era um ser enjaulado que havia perdido sua natureza espontânea."

Disse uma grande verdade.
Concordo plenamente.

dudv disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Angela disse...

Pena, Duduv, não é?

JG disse...

A meu ver e desde muito novo, sempre achei o Carnaval uma festa de alegria postiça, como se fosse obrigatório estar feliz nesses dias.
Não sou de depressões, mas nesses dias estou sempre com a sensação (ou vontade) que os dias passem a correr.

Angela disse...

Sim, J.G.!
As datas marcadas para expressão de todo e qualquer sentimento são difíceis de engolir quando se tem consciência e individualidade, mas,como a grande maioria dos seres humanos, se comporta como gado...