sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Viagem de volta

obwodnica noca - por Koffin



Num programa de intercâmbio estudantil Renato foi morar, por um ano, em outro país. Visando melhor adaptação, a família que o receberia teria que ser semelhante à sua. Quando chegou, parecia que não tinha saído de casa e, embora seus pais adotivos ainda não tivessem filhos, pela convivência com ele, resolveram tentar. O parto atrasou e Renato não pode conhecer o novo irmãozinho. Mandariam fotos e filmes. O rapaz se perde no aeroporto. Nunca mais foi visto. Meses depois chegam, por correio, as fotos da criança. Do Álbum de Bebê de Renato, suas fotos exatamente iguais, haviam desaparecido.



escrito em 31-10-2007

2 comentários:

eduardo disse...

Um conto que me lembrou o gênero fantástico,principalmente a questão da realidade e do tempo. Muito Bom!!

Me lembrei de A DUPLA VIDA DE VERONIKI

Angela disse...

Dudu
A ideia era a de gerar possibilidades de interpretação.
Uma delas seria semelhante à dupla vida de Véronique sim! Mas ha uma outra, já pensou se o rapaz se foragiu de vez, para morar na casa dos pais estrangeiros?
Há a possibilidade reencarnacionista etc...etc...
Sabe? gosto quando o conto fica "em aberto"! bj e obrigada.