segunda-feira, 8 de outubro de 2007

A cor do amor

Tinha ciúmes de toda mulher que se aproximava dele. Não fazia cenas, mas achava que todas teriam desejos de conquistá-lo. Após cinqüenta anos de casados, aos seus olhos, ele continuava tão belo e charmoso como quando o conhecera!



escrito em 30-09-07

5 comentários:

eduardo disse...

Bonito, mas um obssesão doce que apimenta o amor...

125_azul disse...

Hummmmmm... sim, sim, sim!

Angela disse...

Dudu
O amor que cresce junto não envelhece.

125
É! sim! Quando é assim, sim!

wilson gorj disse...

Ângela,

A foto é bela; o micro, idem.

Mas acredito que a primeira tirou o efeito surpresa do segundo.

Angela disse...

Wilson
Tem toda razão! Deixar que a imagem se faça na mente do leitor é bem melhor. Ficou óbvio.
obrigada.