sexta-feira, 22 de julho de 2016

O incomodativo

Egon Schiele - auto retrato- 1910

 
Ele, ela, aquele, aquilo... apontavam sua forma e mais ainda se o escutavam e pouco entendiam.
Era apenas um ser que se sabia e não temia ser o que sentia, seria, era, tinha sido e estava sendo.  Dentre todosúnico e muito vivo.


em 21-07-2016

3 comentários:

Eduardo Oliveira disse...

Adorei, Angela!

Angela disse...

também gosto, mas já ando enjoada do modismo feito á volta de assuntos antigos, sérios e sofridos para tantos.Parece impossível para humanos serem naturais com as diferenças individuais...
E vc, gosta da arte de Egon Schiele?

Eduardo Oliveira disse...

Angela, não conhecia. Procurei no google e realmente tem imagens muito interessantes.