quarta-feira, 23 de março de 2016

Com a força das mãos



Que se tornavam competentes a cavar a areia como se desejasse fazer brotar o oceano. Assim treinava a potencia para esganar aquela que o traía e depois enterrá-la tão fundo que nem Poseidon a poderia encontrar.


em 17-03-2016

2 comentários:

Eduardo Oliveira disse...

Forte.Você está afiada!

Angela disse...

Tenho escrito aos supetões ...
queria que me enviasse seu endereço novamente para te mandar um novo livro em junho, ok?