quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Permanência



 
Já fazia tanto tempo que se conheciam e trocavam o sempre mesmo afeto que se sentiam como estátuas, perdidos no tempo.
 

escrito em 03-08-2013

2 comentários:

Eduardo Oliveira disse...

Lindo, angela. Parece que li uma flor.
Que bom que apareceu por aqui. Estava com saudade de seus textos que sempre me ensinam tanto, principalmente, a ter um novo olhar sobre as coisas.

Angela disse...

Querido Dudu, você é que tem sido uma flor de amigo! Sou grata sempre por seu carinho e atenção.