quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Azul Azul




3300ff 


Naquela hora o tom do mar e o do céu se igualavam.
Ele mergulhou fundo, tão fundo que, quando percebeu voava entre as estrelas.


escrito em 19-01-2013    
                                           

                                        para Minicontos Coloridos

em www.literaturadigital.com.br

4 comentários:

ma disse...

Espetacular!!

Citando Pessoa " Deus ao mar o perigo e o abismo deu, mas foi nele que espelhou o céu"


Beijinho

Angela disse...

Ai! quem não desejaria ter este dom que Pessoa recebeu e soube usar tão bem!
grata por ter lido e gostado, assim, aos pés de F. Pessoa!

dudv disse...

Bonito...

Angela disse...

oi Dudu! obrigada,