sábado, 19 de maio de 2012

Ah! os desejos...



 
Sentia-se feliz como nunca e, no ímpeto, abriu os braços e ofereceu-se ao céu: - Que a luz do sol entrasse em seu corpo e possuisse sua alma.
Não imaginava que, em segundos, seria calcinada por um raio.
 
escrito em 14-05-2012

2 comentários:

dudv disse...

Pois é... os desejos...

Angela disse...

Bem, esta é menos uma desejosa no mundo. Precisamos aprender a não desejar... consegue? :D