segunda-feira, 4 de julho de 2011

Alma



Então ela foi se largando, se soltando e se deixou cair. Mas flutuou, ficou ali feita de ar e luz. Há muito tempo já não era deste mundo.

escrito em 04-06-2011

2 comentários:

dudv disse...

Lindo!!!

Angela disse...

Obrigada Dudu,
pela primeira vez eu escrevi direto no espaço de postagem do blog, num impulso, e saiu assim.