quarta-feira, 4 de maio de 2011

Sina de talião

holocausto_REUTERS_Yannis_Behrakis


Tinha sido entusiasta de Hitler e de suas façanhas. Muito tímido e inseguro, compensava o sentimento de inferioridade manipulando pessoas. Ao ficar viúvo acabou por aceitar cuidados de mulher judia, autoritária e gananciosa. Deixou-se dominar por ela e terminou seus dias doente, magérrimo, em cárcere privado, isolado de tudo e de todos. Embora tivesse muitos bens, morreu em hospital público e foi enterrado no fundo de um jazigo, deixando para ela tudo que possuía.


escrito em 03-05-2011

2 comentários:

dudv disse...

Triste, mas mostra muito bem como a gente sempre paga por nossos erros.

Angela disse...

É isso ai Dudu.
Estive fora e voltei agora deixando aqui um obrigada à sua mãe por nos ter brindado com vc.