domingo, 24 de abril de 2011

relação perversa

foto em movimento de Jamie Beck

Estava triste e o sentimento de abandono aumentava o frio exterior. Não adiantava que ele viesse, mais uma vez, pedir que ficasse. Suas palavras eram voláteis como a brisa gelada da manhã. Se assentisse, começaria a ser torturada pelo ciúme doentio daquele homem que se dizia seu pai, mas a tratava como amante infiel.

escrito em 23-04-2011

4 comentários:

dudv disse...

Forte e mostra como o mito ainda vive dentro da gente,

Angela disse...

Querido Dudu, Você está certo. O mito é a história do Homem, mas neste caso, não sei a que mito se refere. Escrevi sem relacionar a história com mito algum. Você fez relação com qual deles?

Anônimo disse...

Nosso encontro foi meio como a vida real: te encontrei por meio de uma imagem, mas foram as suas palavras que me conquistaram. ^^

Angela disse...

Obrigada Anônimo.
Espero continuar a ser interessante para você através de palavras, afinal é este o desejo de quem escreve.
Um abraço.