quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

O nariz



Amanda fez plástica, análise cinco vezes por semana e perdeu-se. Não sabendo mais quem era, comprou máquina digital e se fotografou todos os dias. Ao se ver desconhecida, rasgou as fotos, quebrou a máquina e decidiu voltar ao consultório. Encontrou-se sob o divã, encolhida e agarrada ao antigo nariz adunco, centro e razão de toda a identidade abandonada.


escrito em 20-12-2010

4 comentários:

Maria Rita disse...

Um lindo Natal pra vc e toda a sua família!



Beijos Natalinos pra Ti

Angela disse...

Muito obrigada Maria Rita.
Muita alegria e venturas pra você.

dudv disse...

Conto lindo. Parabens!

Angela disse...

Obrigada Dudu,
acho que estas necessidades de "consertar" a natureza quase sempre dá mais problemas que a simples aceitação.