terça-feira, 16 de novembro de 2010

um fio de prazer

Sleeping_beauty_by_stimpy39


Durante seu sonho ela estava ali, amorosamente envolvida e ele era feliz. De sua boca apaixonada correu um fio de prazer que deslizou pelo travesseiro sem barulho, desceu da cama e chegou às tábuas corridas do assoalho. Em pouco tempo ganhou a calçada, atravessou a rua e, arriscando perder-se sob as rodas dos carros, subiu ao poste onde o aparelho de transmissão a cabo estava instalado. Assim conseguiu chegar ao bairro distante e entrar pelo aparelho de tv, ligado à toa, em casa dela. Saiu pela tela, correu sobre o tapete e chegou ao sofá, fundindo-se ao orgasmo que ela estava tendo com seu novo amor.


escrito em 16-11-2010
inspirado em Julio Cortázar - as linhas da mão.

4 comentários:

dudv disse...

Muito bom. Fantástico.

Angela disse...

Eu adorei ter escrito este texto. Mas fantástico, de fato, foi Cortázar que me inspirou.

Beto Guimarães disse...

Transcendental. Somente uma mente brilhante (sem exageros) consegue criar um texto como esse. Parabéns, Ângela.

Angela disse...

Puxa Beto, obrigada!
Eu tive o maior prazer ao escrever.